Share
Heroísmo sem limites! Conheça cinco personagens da cultura pop com deficiência física

Heroísmo sem limites! Conheça cinco personagens da cultura pop com deficiência física

Na véspera dos Jogos Paralímpicos no Rio de Janeiro, Omelete lista os cinco super-heróis deficientes mais famosos das HQs
No dia 7 de setembro, a cidade do Rio de Janeiro realiza a edição dos Jogos Paralímpicos de 2016, reunindo 176 países em 23 modalidades esportivas. O evento poliesportivo é reconhecido pelas histórias de superação e determinação que envolvem os competidores. Contudo, esse heroísmo não é exclusivo do mundo real: personagens de ficção também lidam com deficiências físicas no combate aos crimes.

Professor Xavier

unnamed

Mentor e líder dos X-Men e considerado o telepata mais poderoso da Terra, Charles Francis Xavier tornou-se o herói com deficiência mais conhecido da cultura pop. Sua primeira aparição foi na edição 1 da revista Uncanny X-Men, de 1963. Ele ficou paraplégico pela primeira vez ao enfrentar o alienígena Lúcifer em uma caverna no Himalaia quando ainda era jovem. Voltou a andar muito tempo depois quando seu corpo foi infectado pela Ninhada e seu cérebro teve que ser transferido para um clone sadio. Contudo, durante uma batalha contra o Rei das Sombras, sua coluna foi esmagada e o deixou novamente na cadeira de rodas.

 

 

Demolidor

unnamed (1)

Quando ainda era criança, Matthew Murdock ficou cego ao salvar um homem de um acidente de caminhão com carga radioativa na Cozinha do Inferno, bairro de Nova York onde ele cresceu. Entretanto, a perda da visão deixou os outros quatro sentidos aguçados – transformando-o no super-herói Demolidor. O personagem se tornou uma das figuras mais conhecidas das HQs e ganhou versões em outras plataformas, como videogame, TV, cinema e Internet (incluindo a recente série no Netflix). Sua primeira história surgiu em abril de 1964, com a revista que leva seu próprio nome.

Oráculo

unnamed (2)

Filha do Comissário Gordon, Barbara Gordon era uma bibliotecária durante o dia e ajudava a combater o crime de Gotham City como Batgirl, até levar um tiro à queima-roupa do Coringa e ficar paraplégica. Mas nem mesmo essa deficiência física a impediu de lutar pelo bem. Com sua inteligência e um enorme conhecimento sobre computadores, ela adotou o nome de Oráculo e passou a atuar como fonte de informação para outros super-heróis e agentes da lei na resolução de diversos casos. A personagem apareceu  pela primeira vez em 1967, na revistaDetective Comics como Batgirl. Apenas em 1988 ela passou a se chamar Oráculo.

 

 

 

Eco

unnamed (3)

Surda, Maya Lopez levava uma vida feliz com o pai até ele ser assassinado pelo Rei do Crime, antigo sócio da família. Enganada pelo vilão, a jovem passou a conviver com ele e a tramar a vingança contra o Demolidor, que acreditava ter sido o assassino do pai. Com a extrema habilidade de copiar as técnicas de lutas dos rivais e de ler lábios, tornou-se Eco e virou uma das principais vilãs das histórias em quadrinhos. Ao descobrir a farsa, mudou de lado e passou a combater crimes. Sua primeira aparição foi na edição número nove da revista Demolidor Vol. 2, de 1999.

Cyborg

unnamed (4)

Nascido Victor Stone, o herói era um atleta de futebol americano que, por conta de uma explosão, perdeu grande parte de seu corpo. Graças ao seu pai cientista, conseguiu substituir a massa perdida por componentes robóticos e tornou-se meio-humano e meio-máquina. Criado pelas lendas Marv Wolfman e George Perez, o Cyborg está entre os heróis mais populares da DC Comics nos últimos anos. Nos quadrinhos, é o ex-líder dos Novos Titãs e membro fundador da Liga da Justiçadesde o reboot dos Novos 52, em 2011. Inspiração para as crianças, Cyborg fez (e faz) muito sucesso na animação de TV Os Jovens Titãs.

Leave a Comment